Pesquisa avançada
Início - Grupo Parlamentar - Atual Legislatura - Atividades - Intervenções na Ar (Escritas)
 
 
Intervenções na Ar (Escritas)
Partilhar

|

Imprimir página
01/02/2017
Apresentação do projeto de resolução do PEV n.os 29/XIII (1.ª) — Recomenda ao Governo a reposição urgente da mobilidade ferroviária no Ramal da Lousã (DAR-I-45/2ª)
Intervenção do Deputado José Luís Ferreira - Assembleia da República, 1 de fevereiro de 2017

Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Em primeiro lugar, queria saudar, em nome do Partido Ecologista «Os Verdes», os milhares de cidadãos que subscreveram a petição sobre a reposição do serviço ferroviário no Ramal da Lousã e, muito em particular, todos os que vieram de tão longe para assistir aos trabalhos e que estão a encher as galerias,…provando, assim, que não estão indiferentes face a tão grave injustiça que continua a afetar a generalidade da população de toda uma região.

Como muito bem é referido na petição, o ramal ferroviário da Lousã era utilizado por mais de um milhão de passageiros por ano, um ramal que servia cidadãos dos concelhos de Góis, Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra.

O Ramal da Lousã representava, de facto, um instrumento de mobilidade das populações absolutamente imprescindível, sobretudo para as deslocações para o trabalho, mas também no acesso aos serviços públicos. E sete anos depois do seu irresponsável desmantelamento, das promessas em vão e do escandaloso abandono de obras que envolveram milhões e milhões de euros públicos, é altura de olhar para o Ramal da Lousã com olhos de ver.
Por isso mesmo e acompanhando as preocupações justas das populações, Os Verdes apresentam hoje uma iniciativa legislativa que, a nosso ver, vai ao encontro dos objetivos desta petição.

Depois de as populações estarem sete anos à espera do comboio urge resolver a situação criada, garantindo uma solução de mobilidade que venha dar resposta às suas necessidades.

A proposta de Os Verdes é que se proceda à reposição de uma solução ferroviária no canal reconstruído do antigo Ramal da Lousã, criando as condições necessárias para voltar a garantir, o mais rapidamente possível, uma solução de mobilidade ferroviária às populações entre Serpins e Coimbra e a Rede Ferroviária Nacional. Mas é ainda necessário que, até à reposição do transporte ferroviário, seja garantido às populações o serviço rodoviário alternativo.

Por fim, Os Verdes propõem que se proceda à elaboração urgente de um estudo para encontrar respostas mais adequadas para a mobilidade no espaço urbano da cidade de Coimbra e na ligação aos Hospitais da Universidade de Coimbra.

Voltar