Pesquisa avançada
Início - Grupo Parlamentar - Atual Legislatura - Atividades - Intervenções na Ar (Escritas)
 
 
Intervenções na Ar (Escritas)
Partilhar

|

Imprimir página
11/02/2016
Apresentação do Projeto de Resolução do PEV nº 147/XIII (1.ª) — Escola secundária na Quinta do Conde, Sesimbra
Deputada Heloísa Apolónia - Assembleia da República, 11 de fevereiro de 2016

Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Em primeiro lugar, quero, em nome do Grupo Parlamentar «Os Verdes», saudar e reconhecer o mérito dos peticionários, que, logo no início da Legislatura, se dirigiram à Assembleia da República no sentido de solicitar que fosse resolvido algo que é absolutamente necessário na freguesia da Quinta do Conde, que é a construção de uma nova escola secundária.
O Sr. Deputado do PSD Bruno Vitorino referiu que houve muitas festas realizadas por vários Governos e que, por isso, por causa das festas, não houve possibilidade de construir a escola secundária da Quinta do Perú, na Quinta do Conde.
Sr. Deputado, nós podíamos ouvir falar aqui de muitas festas. Eu até podia relembrar-lhe algumas festas e muitos foguetes que mandaram ao ar, em grande prejuízo dos portugueses.

Veja lá se se lembra de alguns, como o BPN, o BPP, o BCP, o BES… Está a ver a festa que foi para os bancos, Sr. Deputado?! E está a ver o prejuízo que daqui decorreu para as populações?!
Está a ver onde é que faltou dinheiro?! Pois é!…

Sabe, Sr. Deputado: é que a política é feita de opções e, de facto, os senhores não fizeram grandes opções em benefício da população portuguesa.

Mas refiro-me também a Governos anteriores, não foi só o vosso!

Olhe, Sr. Deputado, quando vos deu para encerrar escolas, foram mais do que expeditos. Encerraram escolas com poucos alunos… Era encerrar, encerrar, encerrar! Se tivessem sido tão expeditos a construir as escolas necessárias quando falávamos de super-supersobrelotação… Ó, Sr. Deputado Bruno Vitorino, sabe o que é que daqui decorre?
Que os senhores não estavam preocupados com a qualidade do ensino.

Claro que não! Os vossos olhos só viam números à frente, Sr. Deputado!

Qualidade de vida das populações, promoção daquilo que é fundamental para o desenvolvimento do País, isso não viam! Os senhores viram sempre setores tão fundamentais como a educação como uma despesa! Se era despesa, era preciso cortar, cortar, cortar…!
Sr. Deputado, Os Verdes sempre disseram, e continuarão a dizer, que na educação aquilo que se faz é investimento. É um setor fundamental para a promoção do desenvolvimento do País e para a qualificação das nossas pessoas. E, Sr. Deputado, as estruturas escolares são peças fundamentais para a educação. Ou não são?!

Olhe, Sr. Deputado, o que acontece, como já foi aqui referido, é que temos uma população escolar na Quinta do Conde muitíssimo superior àquela que é a resposta dos estabelecimentos escolares naquela freguesia, podendo também vir a servir outras freguesias, e o Governo anterior não disponibilizou verba para a construção da escola. Foi essa a grande questão.

Sr. Deputado, há de reconhecer o trabalho de grande mérito que, designadamente, a Câmara Municipal de Sesimbra tem feito nesta matéria, nomeadamente a carta educativa e a cedência de terreno para a construção do equipamento, e por parte do poder central não vinha resposta. No entanto, há um prejuízo enorme para aquelas famílias da Quinta do Conde porque, conforme outros Srs. Deputados aqui referiram, aquelas crianças e aqueles jovens têm de se deslocar para outros municípios, como Setúbal, Palmela, Barreiro, Seixal, Almada… São mais custos para as famílias, são horas desperdiçadas em transportes por parte daquelas crianças e daqueles jovens.
Sr. Deputado, temos de olhar para as vivências concretas. Isto não é esbanjar dinheiro, isto é investir no País, é investir na promoção da qualidade de vida da população, é investir no futuro do País!

Os senhores não aprenderam. Para os senhores, as pessoas só mereciam cortes, cortes, cortes… É preciso inverter esta situação, Sr. Deputado.

Concluo, Sr. Presidente, dizendo o seguinte: acho que a população já percebeu muito bem que o PSD e o CDS ficam mesmo bem na oposição. E por que é que ficam mesmo bem na oposição? Porque até apresentaram um projeto de resolução para a construção da nova escola da Quinta do Conde.
Bem-vindos, Srs. Deputados!









Voltar