Pesquisa avançada
Início - Grupo Parlamentar - Atual Legislatura - Atividades - Intervenções na Ar (Escritas)
 
 
Intervenções na Ar (Escritas)
Partilhar

|

Imprimir página
21/12/2017
Atualização dos valores das bolsas de investigação científica - DAR-I-30/3ª
Sr. Presidente, Srs. Deputados, começo por dizer que só é pena que o CDS não se tenha lembrado de apresentar essa proposta quando foi Governo e que, durante esses quatro anos, não tenha feito alguma coisa relativamente a esta matéria.

Passando àquilo que verdadeiramente interessa, Os Verdes querem saudar os mais de 4600 subscritores da petição que agora estamos a discutir e os promotores dessa petição, a ABIC.

A investigação é fundamental para o desenvolvimento das sociedades e para a evolução das respostas que temos de dar nas nossas sociedades. É por isso que quem pensa o desenvolvimento sustentável não prescinde da investigação. E a dignificação destes profissionais é fundamental.

Por isso, Os Verdes tantas vezes aqui acusaram de verdadeiro crime os responsáveis, fundamentalmente o PSD e o CDS, quando, nos quatro anos em que foram Governo, mandaram — mandaram entre aspas — emigrar ou puseram na inatividade recursos ao nível da investigação científica, com o desperdício de profissionais altamente qualificados, que não podemos desperdiçar.

A verdade, Sr.as Deputadas e Srs. Deputados, é que estes profissionais, os investigadores bolseiros, que estão em atividade satisfazendo necessidades permanentes nas instituições, conhecem a precariedade a vida inteira.

Diz-se na petição que esses profissionais, desde 2002, têm congelado o valor das bolsas. Portanto, desde janeiro de 2002, já lá vão praticamente 16 anos, que não é atualizado o valor das suas bolsas.

É justo, portanto, defender a atualização destas bolsas. Mas essa atualização não deve ser feita apenas de uma forma extraordinária e dependendo da boa ou da má vontade do Governo, porque não se trata de uma questão de favores, trata-se de uma questão de justiça.

Os Verdes consideram que o que ficou consagrado no Orçamento do Estado para 2018 não chega. Deixa, de resto, muitos bolseiros de investigação de fora. Aquilo que Os Verdes defendem é a integração progressiva dos bolseiros na carreira de investigação científica. Essa é que é a verdadeira solução, a solução justa, a solução sustentável para um País que não quer desperdiçar recursos altamente especializados e qualificados e que respeita, de facto, os seus profissionais.
Voltar