Pesquisa avançada
Início - Comunicados - Comunicados 2017
 
 
Comunicados 2017
Partilhar

|

Imprimir página
08/02/2018
Elvas - O Anúncio de Abate de Árvores é Pronúncio de Piada de Carnaval
“No Carnaval ninguém leva a mal”, mas Os Verdes levaram muito a mal a notícia vinda a público na Comunicação Social Regional “Linhas de Elvas” dando nota que a Câmara Municipal de Elvas pretende abater meio milhar de árvores na cidade, o que representa cerca de um quinto das árvores existentes. Este abate, de acordo com o noticiado, tem por base o argumento da doença das árvores.

Os Verdes podem admitir que existam árvores na cidade, cujo estado fitossanitário leve à necessidade do seu abate por questões de segurança, mas não acreditam que o universo de árvores doentes atinja o número de 500, até pelas palavras proferidas pelo vereador que reconhece que umas só começam a estar doentes.

Ao senhor vereador Os Verdes informam que, as árvores doentes, tal como as pessoas não se abatem, tratam-se. Por isso o PEV considera que a Câmara Municipal tem que ponderar esta situação, tornando público a listagem das 500 árvores e sua localização que considera estarem a necessitar de ser abatidas.

Os Verdes consideram ainda que, a replantação de outras árvores no local das abatidas não é consolo, decorre da sua substituição, mas é de relembrar aos autarcas que uma árvore demora muitos anos a crescer.

Deixamos ainda a sugestão para que as árvores a serem plantadas sejam árvores autóctones.

A intenção de levar a efeito este ato, parece não só ignorar a extrema importância de zonas arborizadas como esta, nos espaços urbanos, remetendo-as só para uma questão estética, como ignora a importância ainda mais relevante num concelho como Elvas, que atinge na Primavera/Verão temperaturas extremamente elevadas. Estas árvores desempenham, não só, funções importantíssimas em relação à qualidade do ar que respiramos, como cumprem ainda um papel de amenizador climático, e geram uma zona de ensombramento, “espaço de abrigo” fundamental para as populações, nomeadamente para as mais vulneráveis (crianças e idosos), nos períodos de maior pico de calor.

Os Verdes vão solicitar uma reunião, com caráter de urgência, ao executivo da Câmara Municipal de Elvas para debater esta matéria.
Voltar