Pesquisa avançada
Início - Comunicados - Últimos Comunicados
 
 
Comunicados
Partilhar

|

Imprimir página
22/03/2021
Obras de Requalificação da Linha do Oeste - Deputada do PEV Visitou Hoje Runa, Encontrou-se com a População e Questionou o Governo
A deputada ecologista Mariana Silva, acompanhada de dirigentes e ativistas de Os verdes, esteve hoje com a população de Runa e verificou in loco a localização prevista para a subestação elétrica de Runa, no concelho de Torres Vedras, no âmbito das obras de requalificação da Linha do Oeste.

A deputada do PEV pôde assim verificar que a localização prevista para a subestação elétrica, nas proximidades da rua Quinta do Penedo, poderá provocar graves impactos negativos, nomeadamente, por ser próximo de uma habitação, necessitar de postes de alta tensão com dezenas de metros de altura e não acautelar a preservação de património cultural e natural, como é o caso das oliveiras no caminho para a Granja, assim como terrenos da Reserva Agrícola Nacional e um caminho romano.

Tendo confirmado a legitimidade das preocupações manifestadas pela população Os Verdes, apesar de considerarem que o investimento na Linha do Oeste é absolutamente fundamental, que até peca por tardio, relembrando que esta requalificação tem sido defendida e proposta insistentemente pelo PEV ao longo dos anos, dado ser essencial para o desenvolvimento e a valorização da região Oeste, tendo um papel indispensável em termos de mobilidade da população, com uma aposta importante no transporte ferroviário, e também em termos ambientais, questionaram o Governo, através de uma Pergunta, para que o Ministro das Infraestruturas e Habitação preste os devidos esclarecimentos:

1. Tem o Governo conhecimento das preocupações acima referidas por parte da população relativamente à localização da subestação elétrica de Runa, no concelho de Torres Vedras?

2. Foram efetuados estudos comparativos de diferentes localizações dessa subestação, de modo a avaliar os diferentes impactos na qualidade de vida das populações, na paisagem e na preservação do património natural e cultural?

3. Foram, assim, consideradas outras alternativas para a localização da subestação elétrica de Runa?

3.1. Em caso afirmativo, quais foram essas localizações e por que não foram aprovadas?

3.2. Caso não tenham sido consideradas outras alternativas qual a razão dessa opção?

4. Pondera o Governo rever a localização da subestação elétrica de Runa, procurando minimizar os impactos negativos dessa obra?

5. Que medidas está o Governo a tomar no sentido de garantir a minimização dos impactos negativos que possam decorrer no âmbito das obras de requalificação da Linha do Oeste?

6. De que informações dispõe o Governo relativamente à marcação das oliveiras?

6.1. Está previsto o seu abate no âmbito das obras de requalificação da Linha do Oeste e concretamente da construção da subestação elétrica de Runa?

7. Estamos ou não perante património natural e cultural que pode estar em risco com a construção dessa subestação elétrica nomeadamente as oliveiras, terrenos da Reserva Agrícola Nacional e um caminho romano?

7.1. Que medidas foram ou vão ser tomadas no sentido de garantir que esse património é preservado?

8. O que está previsto acontecer relativamente ao apeadeiro, nomeadamente em relação à sua localização?

8.1. Foi essa solução devidamente articulada com os órgãos autárquicos de forma a responder às necessidades da população?

O Partido Ecologista Os Verdes
Gabinete de Imprensa de Os Verdes
T: 213 919 642 -– TM: 910 836 123
imprensa.verdes@osverdes.pt www.osverdes.pt
22 de março de 2020
Voltar