Pesquisa avançada
Início - Comunicados - Últimos Comunicados
 
 
Comunicados
Partilhar

|

Imprimir página
02/02/2021
Os Verdes Congratulam os Vigilantes da Natureza neste seu dia e valorizam a importância das Zonas Húmidas
Hoje, 2 de fevereiro, assinala-se o Dia Mundial das Zonas Húmidas e os 50 anos sobre a assinatura da convenção de Ramsar, da qual Portugal é signatário.

As zonas húmidas são ecossistemas fundamentais para a preservação da biodiversidade, para a regulação do clima e para a regulação do ciclo da água.
São locais fundamentais para a reprodução e alimentação de muitas espécies animais, albergam espécies da flora únicas. Muitas destas zonas têm ainda a importante função de depuração das águas e retenção de contaminantes químicos, entre muitas outras. São zonas de grande valor que contribuem para o equilíbrio de atividades económicas como a agricultura, as pescas, o turismo, etc...

Portugal, ao abrigo da Convenção de Ramsar, tem 31 áreas classificadas: 18 no território continental e 13 na região autónoma dos Açores.

Neste dia, Os Verdes não querem deixar de assinalar a importância destes ecossistemas e alertar para a necessidade de preservação destas áreas, dado que muitas delas não passam de protegidas apenas no papel, ou caíram no abandono.
Um dos casos mais paradigmáticos é o do Estuário do Tejo, para além de constituir um sítio Ramsar e ser uma das mais importantes zonas da Europa, com elevada importância para a preservação das aves neste continente, tem a pairar sobre ele a ameaça de construção de um aeroporto para a aviação civil que colocará em risco esta mesma fauna.

Outras áreas sofrem pressões urbanísticas, efeitos de atividades económicas intensivas ou excesso de turismo de massas e, a acumular, uma crónica falta de meios humanos, materiais e financeiros e uma profunda alteração no modelo de gestão que em nada contribui para a preservação destas áreas e seus valores.

Assinala-se também hoje o Dia Nacional do Vigilante da Natureza, profissionais que o Partido Ecologista Os Verdes congratula e enaltece pela sua importância e papel fundamental na proteção das espécies e seus habitats no nosso país. Uma profissão que continua por regulamentar e valorizar e que só graças à grande força de vontade e luta mantém estes profissionais em funções, muitas vezes em condições demasiado precárias, sem perspetivas de futuro, e com uma frustração acumulada.

Os Verdes reiteram o seu total empenho na valorização da profissão de Vigilante da Natureza e farão tudo o que estiver ao seu alcance para que a Carreira de Vigilante da Natureza conheça finalmente a sua regulamentação, que esta profissão tenha o reconhecimento que merece e para que continue a aumentar o número de vigilantes que ainda hoje se mantém muito aquém daquilo que o nosso património natural exige.

Por fim, Os Verdes Lembram que amanhã, na Comissão Parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, estará em discussão o seu Projeto de Resolução n.º 797/XIV/2ª - Pela revisão da carreira de vigilante da natureza e o reforço de meios humanos para a conservação da natureza e biodiversidade.

O Partido Ecologista “Os Verdes”
Gabinete de Imprensa de “Os Verdes”
T: 213919 642 - TM: 910 836 123 - imprensa.verdes@osverdes.pt www.osverdes.pt
2 de fevereiro de 2021
Voltar