Pesquisa avançada
Início - Grupo Parlamentar - Atual Legislatura - Atividades - Intervenções na Ar (Escritas)
 
 
Intervenções na Ar (Escritas)
Partilhar

|

Imprimir página
23/01/2019
Projeto de Resolução n.º 1868/XIII/4.ª (Os Verdes) — Abolição de taxas de portagens na A1, em Vila Franca de Xira e Alverca - DAR-I-42/4ª
Intervenção do Deputado José Luís Ferreira - Assembleia da República, 23 de janeiro de 2019

Sr. Presidente, Sr.as Deputadas e Srs. Deputados: As primeiras palavras são para saudar, em nome de Os Verdes, os milhares de cidadãos que, fazendo uso da petição, este importante instrumento da nossa democracia, que se quer participada, se dirigem à Assembleia da República solicitando medidas no sentido de abolir as portagens na A1, no concelho de Vila Franca de Xira. Uma saudação que, naturalmente, Os Verdes pretendem também estender à Comissão de Utentes pela Abolição das Portagens na A1, no concelho de Vila Franca de Xira, que dinamizou e promoveu a petição que agora discutimos e, em particular, aos dirigentes que hoje, aqui, acompanham connosco os trabalhos.

Como muito bem referem os peticionantes, o concelho de Vila Franca de Xira é atravessado pela estrada nacional n.º 10, ligando assim as diferentes localidades deste concelho que, segundo os Censos de 2011, é constituído por uma população de mais de 136 000 habitantes.

Para além desta estrada nacional, o concelho de Vila Franca de Xira é também servido pela A1 que, partindo de Lisboa, se desenvolve ao longo de algumas dezenas de quilómetros, numa malha urbana quase contínua e que engloba, entre outras localidades, o concelho de Vila Franca de Xira, nomeadamente Castanheira do Ribatejo, Póvoa de Santa Iria, Alverca e Vila Franca de Xira. Sucede que esta autoestrada está, como sabemos, concessionada à Brisa e é, portanto, portajada, exceto nos troços junto a Lisboa e ao Porto, como é o caso do troço entre Alverca e Lisboa.

Ora, Os Verdes consideram que a mobilidade desta população dentro do seu próprio concelho, mas também quando pretende seguir em direção a Lisboa ou em direção ao Porto, se torna cada vez mais difícil e sem alternativa que não seja pela própria A1 portajada.

Na verdade, a população sente diariamente os constrangimentos de uma estrada nacional absolutamente congestionada, com particular incidência nas chamadas «hora de ponta», sendo literalmente empurrada para a A1, com os inerentes custos financeiros acrescidos pelo pagamento da respetiva portagem. Esta situação, aliás, torna-se incomportável para quem tem diariamente de utilizar esta via para se deslocar seja para o trabalho, seja para a escola.

Assim, a abolição das portagens em Alverca do Ribatejo e em Vila Franca de Xira torna-se urgente para que a mobilidade das populações, a circulação dos veículos e a qualidade ambiental dentro destas localidades, atravessadas pela estrada nacional n.º 10, sejam melhoradas e, por consequência, se traduzam em ganhos económicos para o próprio concelho de Vila Franca de Xira, que não apresenta alternativas a esta dificuldade de mobilidade.

Por tudo isto, Os Verdes, através da iniciativa que trazem hoje à discussão, propõem ao Governo que não só considere a abolição das portagens na A1 em todo o concelho de Vila Franca de Xira, mas também proceda à construção dos nós de acesso à A1 no Sobralinho e a partir da Estrada dos Caniços, em Vialonga.
Voltar