Pesquisa avançada
Início - Grupo Parlamentar - Atual Legislatura - Atividades - Intervenções na Ar (Escritas)
 
 
Intervenções na Ar (Escritas)
Partilhar

|

Imprimir página
30/09/2016
Voto n.º 134/XIII (2.ª) — De protesto e repúdio pela eventual aplicação de sanções a Portugal através da cativação de fundos comunitários (DAR-I-8/2ª)
Intervenção do Deputado José Luís Ferreira - Assembleia da República, 30 de setembro de 2016

Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: A ameaça de sanções ou a suspensão de fundos comunitários ao nosso País por parte da União Europeia é, na perspetiva de Os Verdes, absolutamente inadmissível.

Em bom rigor, até poderia dizer-vos que estamos a falar de pressões que procuram desafiar um Estado soberano, que procuram colocar em causa as escolhas dos portugueses e, sobretudo, que pretendem condicionar as opções políticas do Governo português.

Fica a ideia de que a União Europeia olha de lado para os governos que pensam mais nas pessoas do que nos mercados.
A União Europeia parece conviver mal com governos cujas políticas assentam na devolução de rendimentos às pessoas e na reposição de direitos, que, aliás, foram removidos por opções do Governo anterior, do Governo PSD/CDS, que seguiu cegamente as orientações da própria União Europeia e cujo resultado está agora à vista de todos. Afinal, agora ameaçam com sanções, porquê? Porque o Governo anterior, o Governo PSD/CDS, obedeceu cegamente às instruções da própria União Europeia. Esta é a causa das sanções.

Ora, isto é absolutamente inqualificável e deveria, aliás, levar a que todos os portugueses se sentissem ofendidos com estas pressões e ameaças por parte da União Europeia.
Voltar