Pesquisa avançada
Início - Grupo Parlamentar - Atual Legislatura - Atividades - Intervenções na Ar (Escritas)
 
 
Intervenções na Ar (Escritas)
Partilhar

|

Imprimir página
01/06/2017
Votos sobre a Central Nuclear de Almaraz e a Cimeira Ibérica (DAR-I-93/2ª)
Sr. Presidente: A posição de Os Verdes sobre a questão da central nuclear de Almaraz é muitíssimo conhecida, através das intervenções e das iniciativas que temos feito sobre esta matéria.

Fomos ao local onde se realizou a Cimeira Ibérica para protestar pela não inclusão de um ponto sobre a central nuclear de Almaraz na agenda da cimeira, protestámos aqui, na Assembleia da República, e continuaremos a protestar, certamente, caso o Governo não tome uma posição firme relativamente à defesa dos interesses dos portugueses, do nosso território, dos nossos ecossistemas, designadamente, do rio Tejo. Essa posição firme de Os Verdes é algo com que os portugueses e as Sr.as e os Srs. Deputados podem continuar a contar.

Mas, Sr.as e Srs. Deputados, Os Verdes já têm dito muitas vezes aqui, na Assembleia da República, que os votos não valem por si só, valem por aquilo que dizem, pela forma como o dizem e, muitas vezes, por aquilo que insinuam no seu texto.

Os Verdes não acompanharão o voto do PS — votaremos mesmo contra —, na medida em que ignora completamente essa oposição à não inclusão da questão da central nuclear de Almaraz na Cimeira Ibérica e procura florear a coisa relativamente às matérias energéticas, como se nada se tivesse passado.

O voto do CDS parece-nos adequado na forma como coloca as coisas.

O voto do PSD, Sr. Deputado Manuel Frexes, causa-nos algum embaraço na votação, devo dizer.
A pretexto de uma matéria justíssima, que é a questão do encerramento da central nuclear de Almaraz, o PSD entra numa forma de dizer as coisas que dá a sensação de que neste momento não existe, até, um regular funcionamento das instituições. Os Srs. Deputados devem ter em conta que, se o Governo não tem em conta uma recomendação da Assembleia da República, deve sofrer a consequência política por esse facto.

Mas atenção, Sr.as e Srs. Deputados, porque estamos a falar de dois órgãos de soberania completamente diferentes. A responsabilidade política há de recair sobre o Governo e, certamente, Os Verdes serão uma voz nessa responsabilização do Governo.


Voltar